Ações Emergenciais

CAU/RS cria Comitê e inicia ações de auxílio aos desabrigados

O Rio Grande do Sul vive a maior enchente da história, superando a enchente de 1941, ocorrida em Porto Alegre. A marca mais alta atingida pelo Guaíba, de 4m76cm, foi superada na noite de 3 de maio, com pico de 5m35cm no final da madrugada de 5 de maio.

Milhares de pessoas e animais estão desalojados ou desabrigados, recebendo apoio em abrigos temporários ou na casa de amigos e parentes não atingidos diretamente pela força das águas. A fim de apoiar a população, bem como elaborar estratégias de médio e longo prazo para atuação de seus profissionais, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS) criou o Comitê de Ação pela Reconstrução, formado pelo CAU/RS, universidades, entidades, governo e municípios. Saiba mais:

As primeiras ações foram internas, visando mapear a situação funcional, instituindo o trabalho remoto e verificando a situação de cada servidor e terceirizado. A também presidente autorizou que funcionários atuassem como voluntários nas regiões atingidas.

Entre as ações administrativas, estão a conquista, junto ao CAU/BR, da liberação do pagamento da taxa do Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) para serviços prestados a famílias de baixa renda atingidas pelas enchentes. O objetivo é ampliar a liberação do pagamento, iniciativa que está sendo analisada pelo Conselho Federal.

Os furgões de atendimento do CAU Mais Perto e a estrutura dos Escritórios Regionais do CAU/RS no interior do estado foram colocados à disposição do governo e municípios. Com isso, funcionários e conselheiros estiveram nesta quarta-feira, 8 de maio, no Espaço Unisinos, em Porto Alegre, para apoiar do sistema logístico de entrega de doações. A primeira leva foi entregue em Canoas, que acolhe famílias e animais desabrigados na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e hospital veterinário. A segunda, além de Canoas, também contemplou a Unisinos São Leopoldo, que recebe, além de um hospital veterinário, um hospital de campanha e abriga cerca de 1.800 pessoas e centenas de animais.

Por fim, entre os objetivos do Comitê está pautar “estratégias de reconstrução e de planejamento para cidades mais resilientes e preparadas para as mudanças climáticas”, destaca a presidente do CAU/RS, Andréa Hamilton Ilha.

Acompanhe atualizações das iniciativas do Comitê no site e também nas redes sociais do CAU/RS.

Instagram Facebook Twitter / X

4 respostas

  1. Sei q as ações de reconstrução ainda estão distantes, mas me coloco à disposição para integrar equipe de arquitetos voluntários para projetos e execução destas ações futuras.

    1. Agradecemos o contato e pedimos desculpas pela demora. Nossa equipe enfrenta dificuldades no atendimento em função das enchentes no estado, pois também fomos atingidos. Estamos trabalhando com o governo, entidades profissionais e universidade no comitê de Ação pela Reconstrução e em breve teremos editais para apoiar na reconstrução de nosso estado. Se você quer ajudar e tem alguma ideia para contribuir, envie sua sugestão para o Banco de Ideias do CAU/RS: https://forms.gle/85vNWawToWSheCCv9.

  2. Gostaria de saber qual o posicionamento do CAU – RS sobre a capacitação profissional para desastres .
    Até o momento não vi nada a respeito e nem comentários a partir de técnicos que avaliam a situação urbana e rural e suas consequências .
    Nesse momento de reconstrução há necessidade de estarmos preparados para novas demandas que irão ser exigidas.
    Aguardo retorno

    1. Oi, Clandio! O seu comentário foi encaminhado para o Gabinete da Presidência (gabinete@caurs.gov.br). Caso queira sugerir alguma ação a ser adotada pelo Conselho, encaminhe pelo nosso Banco de Ideias: https://forms.gle/TPF4VuNfwSkXmc7A9. Obrigada por acompanhar nossas iniciativas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Trabalho técnico voluntário de Arquitetura e Urbanismo: tudo o que você precisa saber

CAU/BR destina R$ 1 milhão para ações emergenciais no Rii Grande do Sul

CAU/RS aprova isenção da taxa de RRT

Pular para o conteúdo