Sem categoria

Arquitetos e urbanistas passam a ter competência e habilitação profissional para atividades relacionadas à instalação de SPDA

Todo arquiteto e urbanista agora possui competência e habilitação profissional para ser responsável técnico por atividades relacionadas à instalação de Sistemas de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) em edificações. Para fins de Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), o projeto e a execução de SPDA em edificações se enquadram nas atividades técnicas 1.5.7 e 2.5.7 dos itens 1 e 2 do art. 3º da Resolução CAU/BR nº 21/2012, referente a “Instalações Elétricas Prediais de Baixa Tensão”.

A atribuição profissional foi possível em virtude da anulação da Decisão Normativa do Confea nº 0070, de 26 de outubro de 2001, mediante decisão judicial transitada em julgado nos autos do Mandado de Segurança Coletivo nº 2002.34.00.006739-4, movida pela Associação Brasileira de Engenheiros Civis (ABENC). Mais informações na Deliberação Plenária nº 072/2019 da Comissão de Exercício Profissional do CAU/BR.

As atribuições profissionais de arquitetos e urbanistas estão listadas na Resolução CAU/BR nº 21/2012. Clique para acessar.

 

 

11 respostas

  1. O engenheiro civil na sua ganância incontrolada atira no próprio pé!!! enquanto isso…. o sistema CONFEA/CREAs com seus focos destorcidos, na Arrecadação e voltados para maior presença dos seus dirigentes na mídia!!!

    1. Oi, Taynara! Sim, pois a concessão de atribuições profissionais é realizada mediante análise da grade curricular dos cursos de Arquitetura e Urbanismo reconhecidos pelo MEC. Obrigada pelo contato!

  2. Não aprovo. É uma atribuição técnica e requer conhecimento específico. Sou Eng. ELETRICISTA e conheço a responsabilidade. Uma coisa é papel, é facil ASSINAR ART outra é ter conhecimento. Arquiteto e Urbanista não tem capacidade técnica para assumir este risco. Nem o Eng.Civil, suas qualificações da grade curricular não lhe dão conhecimento técnico adequado para estas atribuições. É por isso que os incêndios ocorrem, estes são serviços específicos do Eng.Eletricista.

  3. SOU ARQUITETA E URBANISTA E ESPECIALISTA EM SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO, QUE ENVOLVE, TAMBÉM, O DESENVOLVIMENTO DE CIRCUITOS ELÉTRICOS COMPLEXOS E AUTOMAÇÃO. DISCORDO COM OS QUE DISSERAM QUE O ARQUITETO NÃO TEM CONHECIMENTO EM SPDA. O QUE OCORRE É QUE, TODO PROFISSIONAL QUANDO SE FORMA ESCOLHE UMA LINHA DE PESQUISA A SEGUIR E, NO MEU CASO, OPTEI PELA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO.ISSO NÃO SIGNIFICA DIZER QUE EU NÃO TENHO CONHECIMENTO E COMPETÊNCIA PARA DESENVOLVER OUTROS TIPOS DE PROJETO. CONHEÇO MUITOS ENGENHEIROS ELETRICISTAS QUE OPTARAM POR OUTRAS ÁREAS DE ATUAÇÃO E QUE NÃO TRABALHAM COM SPDA! COMO EXISTEM ENGENHEIROS CIVIS QUE NÃO ATUAM COM PROJETO ESTRUTURAL.

  4. PELO QUE EU ME LEMBRE OS ENGENHEIROS CIVIS E ARQUITETOS SÓ ASSISTIRAM AULAS DE CIRCUITOS 1, ELES SÃO TINHAM ELETROMAGNETISMO 1 2 E 3, CIRCUITOS 2 E 3 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS,SUBESTAÇÕES,SPDA.

    E MESMO ASSIM QUEREM TER A AUDÁCIA DE ASSINAR UMA ART. FORA DE SUA ALÇADA. ACHO ISSO UM ABSURDO. INFELIZMENTE AS COISAS SÓ MUDAM QUANDO ACONTECER UM ACIDENTE POR ERRO DE PROJETO DE UM PROFISSIONAL DESQUALIFICADO. SÓ NO BRASIL MESMO.

  5. Hoje em dia nem é mais chamado de SPDA e sim PDA, onde envolve varias fatores para um projeto que atenda as necessidades do cliente.
    Geralmente são instalados em edificações maiores onde os riscos também são maiores.
    Analise de riscos das instalações e suas linhas que entram ou sai da edificação (elétrica, gás, incêndio, telefonia e etc).
    Tipo de SPDA, captor e seus anéis, distanciamentos cabos de descida de acordo com análise de risco, interferência eletromagnética e tensão de passo e etc
    Da malha de terra com sua complexidade e seu BEL, BEP com neutro aterrado, seus DPS e seus níveis de atuação,
    Se o profissional tem esse conhecimento e domina o assunto tanto eng. civil como arquiteto porque não fazer o projeto.
    O software não vai fazer para você.

  6. Sou Engenheiro Eletricista, Arquiteto e Urbanista, Especialista em Prevenção contra Incêndio, Engenheiro de Segurança do Trabalho. Passei por todas etapas de estudo referentes ao SPDA. Proteger uma edificação requer entender a edificação de modo multidisciplinar: Os materiais de construção, estrutura, geometria, volumetria, fluxo de pessoas e veículos, instalações elétricas, hidráulicas, combate a incêndio, climatização etc. O Envolvimento de todos profissionais é requerido, mas confesso dizer que a Norma NBR5419 é melhor compreendida por um engenheiro eletricista, pois possui mais ferramentas técnicas para a compreensão dos fenômenos elétricos e eletrônicos envolvidos.

  7. Discordo completamente! Sou arquiteto e urbanista, tive algumas aulinhas que foram suficientes para me ensinar o quantas tomadas devo colocar numa edificação, quantos led… e olhe lá. Concordo que eu possa ter essa competência com uma pós graduação mas com minha formação, apesar de poder assinar, não será bem feito como um Eng. Eletricista.

  8. Pelo que vi, a atribuição ao profissional teve embasamento em uma disciplina de instalações elétricas I de baixa tensão. Considerando um sistema SPDA, se tratamos de Alta tensão e alta potência de descarga ficando assim sem enquadramento dessa disciplina. Pois bem, acho que é necessário uma preocupação maior com a sociedade e parar de ficar enchendo de “canetinhas” por aí, só querendo assinar para ganhar dinheiro.
    Sou engenheiro eletricista com intenção nenhuma em pegar atribuição de outras áreas, é tanto que estou me especializando em SEP – sistemas elétricos de potência. Devemos ser mais profissionais nas nossas responsabilidades e reconhecer nossos limites. Temos muitos profissionais qualificados no mercado e a melhor forma para isso, é buscar parcerias. Espero ter contribuído.

    1. O arquiteto tem atribuição para ser responsável por instalação elétrica de baixa tensão.
      SPDA não é uma instalação elétrica de baixa tensão.
      Portanto o arquiteto não tem atribuição para ser responsável por SPDA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

Semana da Habitação CAU Brasil: seminário online debate políticas urbanas e ATHIS

Nota de esclarecimento sobre o acidente em Capão da Canoa

FNA recebe indicações para Arquiteto e Urbanista do Ano e Prêmio FNA 2021

Pular para o conteúdo